Pesquisar este blog

quarta-feira, 30 de março de 2011

O Tempo Passa e a Gente Mal vê!

Quem acompanha o balaio há algum tempo já sabe que além de extremamente crítica com os animes mais novos, também sou uma otaku, digamos... Sênior. Diferente daqueles que embarcaram nessa onda só há pouco tempo, estou na estrada desde a época em que assistir um anime era uma verdadeira odisséia atrás daquela fita VHS sagrada... Que os eventos de anime eram mais importantes que o Natal! Comprávamos revistas de anime! A internet era discada! OMG! Era sofrido mas a gente ia levando...

Tanta nostalgia e sessão retrô plus advanced vieram à tona imediatamente quando li sobre o lançamento de figuras de Rurouni Kenshin, em comemoração aos 15 anos da série.


15 anos da série. 15 anos da série... Espera aí? Já tem isso tudo?Gézuis! 

Eu me lembro de ler pela primeira vez o nome daquele mangaká... Nobuhiro Watsuki... "Hum... Escrevendo sobre um samurai andarilho... Shinsengumi... Bakumatsu... Isso deve ser bom!" Logo as revistas de anime comentavam sobre o sucesso do mangá na shounen jump, e logo veio o anime... Me lembro de falar ao telefone com o bofe e perguntar: 

"você já ouviu falar numa série chamada Rurouni Kenshin? "


"QUÊ?!"

"O mangá tá bombando e vai virar anime em pouco tempo. Parece que o nome vai ser uma coisa tosca do tipo SAMURAI X."


"Ah!!! Samurai X! Já ouvi falar..."

(ps nada a ver mas eu falo assim mesmo: o bofe em questão nem existe mais na minha vida, tanto tempo faz.. )


Em pouco tempo o mangá virou sucesso, o anime foi mandado pro ocidente com o nome ridículo de SAMURAI X e o resto é história. Aliás, Watsuki-sensei fez meu coração quase parar de bater inúmeras vezes com as reviravoltas da história e as surpresas. Eu ainda vejo o Saitou com aquele "AKU SOKU ZAN" na minha frente! E o Aoshi? GATHO!!! E... (ok! chega de otaku piriguete!)


Por isso eu fico frustrada ao ver os animes das temporadas mais novas. Porque nós otakus da "geração sênior" pudemos conhecer histórias boas de verdade. Não vou generalizar e dizer que tudo hoje é ruim, mas se compararmos com animes mais antigos como Rurouni Kenshin, Yu Yu Hakusho e Escaflowne por exemplo...Coitadinhos  desses  enredos cheias de garotinhas moe e fanservices explícitos... De roteiros pra lá de reciclados e com mais do mesmo.... NO CHANCE!


Sou chata? Saudosista? Crítica? WHATEVER.  Vamos a uma comparação básica. Vejam alguns animes exibidos entre 1995- 1996. Não era preciso garimpar para encontrar boas histórias! Quer uma amostra grátis? Vou citar só alguns que me lembro da época:

Escaflowne
- Black Jack
- Escaflowne
- Fushigi Yuugi
- Kimagure Orange Road
- Martian Successor Nadesico
- Ranma 1/2
- Rurouni Kenshin
- Saber Marionette
- Slayers
- Those who Hunt Elves
- X/1999


Meu amor pelos animes mais antigos é declarado. Cada um deles me traz lembranças maravilhosas, fazem parte da minha vida e contam  uma história a parte. Reunião com os amigos otakus, eventos de anime, um litro de lágrimas nos finais tristes... Podem ser as lembranças que essas séries trazem ou coisa assim, mas que a década de 90 tinha trabalhos imcomparavelmente melhores que os atuais... Ah isso tinha!

Não digo que o anime de hoje morreu e as coisas boas ficaram para trás. Não sei o que acomente os roteiristas e os estúdios. Será mais interessante criar produtos "fast-food"? Consumo rápido, toneladas de bonequinhos, cds e outros acessórios? Não tenho a resposta para a falta de criatividade que assola o mundo... Mas pergunte a maioria dos fãs mais antigos sobre sua série favorita- com certeza vai ser alguma dos tempos "áureos".  

Mas ainda há esperança! Dias melhores virão! ô lê ô lá! (parafraseando Kenshin "ORO?") Enquanto isso, feliz aniversário, Rurouni Kenshin!







































2 comentários:

  1. Olá!
    Acabei de descobrir seu blog, e apenas pelo fato de você gostar de Rurouni Kenshin eu gostei muito daqui, além de tantos outros posts muito bons sobre o mundo Oriental ^^
    Eu acho que você tem muita razão no que diz neste post! Eu sou uma grande fã de animes/mangás, principalmente de Rurouni Kenshin, sou completamente apaixonada por esse anime, apesar dele ter sido encerrado (na shounen jump) no ano em que nasci, tenho a maioria dos mangás da série e o Kenshin KADEN (um especial lançado pela editora JBC com comentários especiais de Watsuki-Sensei, detalhes dos personagens, etc, que não foram incluídos na série).
    Enfim, gostei muito do sou Blog,
    M.Himura

    ResponderExcluir