Pesquisar este blog

sábado, 27 de novembro de 2010

Hakuouki 2ª Temporada- A versão CLAMP do Shinsengumi

Já vou avisando, antes de mais nada, que esse post pode (e contém) spoilers da segunda temporada de Hakuouki. Se você pretende ver, pula esse texto de hoje pra depois não vir querer tacar o Hadouken, tá?

Ah... Quer ler, né,  ser safadeeeenho? Então vem comigo!

Na verdade, a ideia original desse post versava em torno de dois temas diferentes, mas acabou se transformando numa miscelânea... Primeiro era sobre aquela ansiedade do   
"episódio da semana seguinte que  nunca chega". Isso acontece com quem acompanha o anime junto à exibição na tv japa. Ô dureza esperar 7 longos dias por ter mais um episódio!!! Saber o que vai acontecer naquele anime! Aliás, nada mais maravilhoso pra mim que ter um a série capaz de despertar essa curiosidade e vontade louca de assistir o próximo episódio, num clássico momento-otaku genuíno. Quase que aquela coisa de "não posso sair de casa hoje não, tenho que assistir aquele OVA pela 876ª  vez..."  E isso está acontecendo comigo ! Yay! (aloka otaku!) Shinrei Tantei Yakumo está num momento importante da história, e esperar pelo episódio 9 é torturante! Ao mesmo tempo dá aquela satisfação em ter um enredo bom o bastante para causar esse frisson.

Pensei exatamente nisso enquanto uma cena contrariava a minha recente alegria em assistir a um bom anime.

Hakuouki, 2ª temporada, episódio 19. Saitou Hajime é o protagonista do momento todo  trabalhado  na versão shoujo blaster advanced.


Sim, eu ainda custo a me livrar desta imagem de Saitou Hajime:

AKU SOKU ZAN!
Ok, voltemos ao assunto. A cena em questão, de maneira resumida, mostra Saitou (bishonén) discutindo com um subordinado a respeito da roupa ocidental  durante as batalhas (ao invés da armadura tradicional) e das espadas colocadas do lado direito ao invés do esquerdo (o saque da espada é com a mão direita, então aí já acontece um desvio na execução da técnica e lá vai história...


Se fosse o Saitou de Rurouni Kenshin, o bastardo que perguntou isso já teria levado um Gatotsu pelas fuças, pra aprender que em se tratando de Saitou Hajime, pouco importa se ele saca a espada do lado direito ou com o dedinho mindinho do pé.
 
Whatever. Eu adoro o Saitou, que aqui se mostrou muito elegante e comedido. O manezinho fala, fala, bota moral, discute a relação.... 


"Falou tudo, ser ignorante e medíocre? Agora então é a minha vez"

"um gatotsu! Desembainha a espada e faça a clássica cena da lâmina a milímetros de decepar o pescoço!" - Foi isso o que eu pensei à primeira vista. 

Não foi o que aconteceu. Bom, só restava então Saitou-san colocar moral com suas palavras profundas de espadachim que segue o código de honra de um verdadeiro guerreiro, né?


Tá. Obedecer tradições e usar armadura é epic fail numa guerra contra rifles e canhões.  Até aí ponto pro Lobo de Mibu. 

Então aconteceu o pior...
Saitou-san simplesmente cortou o ataque de pelanca do subordinado-querendo-ser-chefe para responder à segunda pergunta, relativo às espadas... Mas nessa hora queria mais cinismo e aquela auto-estima estratosférica do Saitou de RK. Deixar os subordinados bem caladinhos diante de argumentos lógicos e um quê de humilhação básica diante da simplicidade dos fatos: lutem como homens ou morram como tradicionalistas arcaicos!

Pergunta número 2- as espadas: 

"Ele vai dar show nessa. Vai lá e arrasa, Saitou-san! Gatotsu nele! Ou pelo menos fala bonito!"
"não acredito que me falte um espírito de guerreiro só porque uso as espadas do lado direito"


E.....

E.............
E........................



 しーーーーーーーーーーーーーーーん
(onomatopeia japonesa indicando silêncio)

WTF!? Comassim? acabou? Ficou nesse diálogo inteligentíssimo em que dois neurônios foram usados?  Eu quase caí dura. Os questionamentos eram importantíssimos! O choque cultural trazia à tona divergências em toda a sociedade, colocando em xeque tudo no qual os japoneses sempre acreditaram. O mundo que eles conheciam estava em ruínas, ideais se confrontavam numa guerra civil que se alastrava por todo o país! No meio de tamanha confusão um líder deve guiar seus subordinados com palavras de incentivo e coragem,  guiando-os com retidão até o fim. E diante de tal tarefa, da magnitude do momento é só isso?

Em profundidade, comparo a isso:

"Por que você só usa roupa preta? Porque não usa branquinha?"

"Não acho que meu espírito seja melhor ou pior porque não uso roupa branca. A roupa preta não é do demo, é porque eu acho super hiper mega hardcore"



" Mesmo se eu morrer nos campos de Musashi
Meu espírito Yamato permanecerá para sempre"


Até que enfim algo inteligente...



Resumindo:
Banho de água fria. Esperava uma cena épica. Diálogos fortes, uma resposta do Saitou que calasse todo mundo. Na verdade todo mundo se calou porque pensaram "ah, discutir com esse cara não vai levar a nada, bora obedecer ele e pronto." Nessa hora eu senti como se o Saitou fosse um figurão cumprindo ordens. Sem aquela paixão pelo Shinsengumi, sem honra, sem nada. 

Os deuses do anime devem ter ouvido minhas preces, pois depois ele recupera o moral junto aos soldados. Sim, o cara é Saitou Hajime. Ainda tem moral, apreço pelo caminho do samurai. Depois de mostrar suas habilidades o povão pede desculpas e tudo termina bem.
BEM?
Rá rá... É aqui que o título do post se justifica... segunda temporada de Hakuouki é daquelas em que dá até um certo frio na espinha. Simmmm, essa série se tornou o X-1999 do Clamp adaptado para o Shinsengumi! Nada de finais felizes! Todo mundo vai pro buraco!

Veja bem,,, eu sei que o Shinsengumi perde e a restauração Meiji começa. Eu sei que é uma guerra e tudo o mais, só que assim tá demais. Cada episódio é uma despedida mais cruel que a outra! Queééé isso! Tá  ficando difícil de assistir, porque já tem que preparar o espírito pra uma perda diária no harém da Chizuru!

Calma, não é a Chizuru! É o Kaoru!

A primeira morte significativa foi do Kaoru, irmão gêmeo da Chizuru-chan. Ah... Achei injusto! O menino procurou por ela, lutou e morre?

injusto, como todo o resto, que aliás vai só piorando! Daqui pra frente é o massacre da serra elétrica!




Harada foi a primeira baixa no harém. Começa aí a fase X-1999 do Shinsengumi. Meodeos, será que tem CLAMP na história? 


Pensando bem... Nesse anime tem muita sakura e lua cheia... MEDA!!!






Kondou-san também não teve dias muito longos por aqui não... Mas até então, a temática de que "os lindos e moçoilos não morrem" estava preservada. Só quando o Harada-san se despede daquele jeito é que eu entendi a mensagem- Hakuouki será um massacre étnico de bishonens!




O Okita talvez fosse a única exceção da regra. Quer dizer, se ele morresse em batalha, seria a coisa mais natural e aceitável. Condenado pela tuberculose, que era uma enfermidade incurável na época, fatalmente ele ia pra terra dos pés juntos. Daí a hipótese da morte honrada, lutando como um capitão do shinsengumi seria totalmente aceitável. Ele é a única exceção que eu ainda permito. buá!


Episódio 19. 


Revoltante. MEU SAITOU HAJIME?! Ou vocês acham que ele volta vivo depois de enfrentar uma horda de soldados com rifles bem na carinha dele? Gosh, eu não tenho mais lágrimas pra chorar! Desse jeito eu desidrato! E no preview tem mais!!!! Mais um vai virar Shinsengumi Celestial! Pô, desse jeito eu vou passar a assistir só a anime moe e ultra kawaii!!!  Será que dava pra baixar o death level só um pouquinho? Ou tem um Raito Yagami com um Death Note escondido? Menos tá? Menos!

Um comentário: